Indaziflam pulverizado em pós-plantio de cana-de-açúcar em diferentes manejos químicos para controle de Mucuna aterrima (Pipper & Tracy) Holland

Vitor Simionato Bidóia, Lucas Carvalho Cirilo, João Eduardo Brandão Boneti, Samira Domingues Carlin, Carlos Alberto Mathias Azania

Resumo


Mucuna aterrima foi empregada na reforma dos canaviais devidos seus benefícios como: a fixação de nitrogênio atmosférico e disponibilização de nutrientes após incorporação da biomassa ao solo, objetivando aumentar a produtividade da cultura. Seu manejo inadequado, com incorporação contendo sementes próximas a maturação e com dormência, associados à dificuldade de controle com herbicidas comumente aplicados em cana-de-açúcar, a tornou problema aos produtores. Objetivou-se estudar a eficácia de controle de M. aterrima em programas de manejo químicos aplicados antes e após o plantio da cana-de-açúcar, com os seguintes herbicidas (g ia ha-1): 2,4-D (1.209), amicarbazone (1.400), indaziflam (100), sulfentrazone (1.000) e amicarbazone + tebuthiuron (1.050 + 750). O experimento foi conduzido no Centro de Cana do Instituto Agronômico de Campinas, Ribeirão Preto, SP, em condições de campo. O delineamento experimental foi em blocos casualisados com três programas de manejo químico em quatro repetições. As parcelas foram constituídas por cinco linhas de cana-de-açúcar com 5 m de comprimento espaçadas de 1,5 m. As parcelas foram semeadas com a espécie de M. aterrima e os herbicidas foram manejados em pré-plantio incorporado (PPI), em pré-emergência da cultura e planta daninha (PRE) e pós-emergência tardia da cultura e planta daninha (PÓS), sendo eles: P1 - PRE (indaziflam); P2 - PPI (amicarbazone) + PRE (indaziflam); P3 - PPI (sulfentrazone) + PRE (indaziflam). Todos os programas foram complementados em PÓS com amicarbazone + tebuthiuron + 2,4-D. As aplicações em PPI foram realizadas 20 dias antes do plantio, em PRE logo após o plantio e em PÓS aos 84 dias após aplicação em PRE (DAPRE), ocasião do “quebra-lombo”. Avaliou-se a eficácia de controle (escala 0-100%) aos 30 e 360 DAPRE, tendo os programas em PPI + PRE + PÓS os melhores controles, sendo respectivamente: P2 com 98,32 e 99,86% e P3 com 99,83 e 84,16%. O programa P1 aos 30 DAPRE obteve controle de 85,01% e de 0% aos 360 DAPRE.

Texto completo:

PDF

Referências


AMBROSANO, E.J.; TRIVELIN, P.C.O.; CANTARELLA, H.; AMBROSANO, G.M.B.; SCHAMMASS, E.A.; GUIRADO, N.; ROSSI, F.; MENDES, P.C.D.; MURAOKA, T. Utilization of nitrogen from green manure and mineral fertilizer by sugarcane. Scientia Agricola, Piracicaba – SP, v.62, n.6, p.534-542, 2005. DOI: 10.1590/S0103-90162005000600004.

CORREIA, NM. Eficácia do mesotrione aplicado isolado e em mistura para o controle de corda-de-viola e de mucuna preta em cana-soca. Álcoolbras, São Paulo-SP, n.133, p.46-51, 2011.

SOCIEDADE BRASILEIRA DA CIÊNCIA DAS PLANTAS DANINHAS (SBCPD). Procedimentos para instalação, avaliação e análise de experimentos com herbicidas. Londrina: 1995. 42 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.