Efeitos de resíduos vegetais sobre incidência de Thanathephorus cucumeris no cultivo do feijoeiro em Rondônia

Denilson Santos Lima, Claudia Marquiori, David Braga de Castro, Josiele Fernandes Siqueira Lemgruber, Luciano dos Reis Venturoso, Lenita Aparecida Conus Venturoso

Resumo


Dentre as doenças causadas no feijoeiro a mela (Thanatephorus cucumeris) tem sido uma das mais destrutivas em climas tropicais úmidos, provocando significativas perdas no rendimento da cultura. A permanência de fitomassa sobre o solo e o menor salpicamento de solo nas plantas, pode influenciar neste patossistema. Nesse contexto, o trabalho teve por objetivo avaliar a incidência de mela em feijoeiro cultivado sobre diferentes resíduos culturais como cobertura de solo. O experimento foi conduzido em delineamento experimental de blocos casualizados, com 16 tratamentos e três repetições. Foram utilizados como plantas de cobertura do solo: girassol, níger, nabo forrageiro, milho, braquiária, sorgo, feijão guandu, soja, capim sudão, milheto, cártamo, ervilhaca peluda, três espécies de crotalária (Crotalaria ochroleuca, C. spectabelis e C. breviflora) e uma área de pousio. As espécies foram semeadas, em densidade recomendada para cada uma delas, em parcelas de 5,4 m x 5,0 m, contendo doze linhas espaçadas a 0,5 m uma da outra. O feijoeiro, cultivar BRS Pérola, foi implantado em semeadura direta, nas entrelinhas das coberturas de solo. Aos 25 dias após semeadura constatou-se que a incidência da doença apresentou diferença significativa entre as coberturas vegetais, observando-se maior incidência de mela no feijoeiro cultivado em níger, feijão guandu e nabo forrageiro, os quais foram registrados 16,42; 10,61 e 8,28% de plantas infectadas pelo patógeno, respectivamente. As coberturas de milheto e C. ochroleuca, destacaram-se, apresentando as menores incidência da doença, 0,81 e 0,89%, respectivamente. Estas espécies produziram alto volume de palhada, que pode ter atuado como barreira física, impedindo que os respingos de chuva atingissem o solo, e consequentemente o patógeno atingisse a planta. O uso das coberturas vegetais alterou a incidência de mela no cultivo do feijoeiro, podendo ser uma alternativa no manejo integrado da doença.

Palavras-chave


cobertura vegetal do solo, Phaseolus vulgaris, controle cultural.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.