Qualidade sanitária de sementes salvas de feijão (Phaseolus vulgaris)

Helis Marina Salomão, Patrícia Bortolanza Pereira, Adriano Suchoronczek, Katia Cristina Dalpiva Hartmann, Matheus Viecelli

Resumo


O tratamento de sementes é uma das estratégias preventivas mais utilizadas para se impedir a contaminação ou disseminação de patógenos em áreas agrícolas, via sementes contaminadas. Sementes de feijoeiro, tratadas quimicamente possibilitam a redução de incidência e severidade das principais doenças da cultura, sendo sua utilização essencial, principalmente quando se utilizam sementes salvas (não certificadas). O objetivo da pesquisa foi comparar a incidência de patógenos associados as sementes salvas com e sem tratamento químico e com e sem desinfestação superficial das sementes com hipoclorito. O experimento foi conduzido no Laboratório de Microbiologia e Fitopatologia da UTFPR-PB, foram utilizadas sementes de feijão salvas (cultivar IAC Milênio), sendo os tratamentos compostos por sementes tratadas com o produto Derosal Plus® (carbendazim benzimidazol + tiram dimetilditiocarbamato) com dosagem recomendada pelo fabricante e sementes sem tratamento, com e sem desinfestação com hipoclorito (1% por 3 minutos). Foi avaliada a porcentagem de incidência de patógenos através da patologia de sementes pelo método do papel filtro sem congelamento. Os dados foram submetidos a ANOVA e as médias comparadas pelo teste de Tukey (p ≤ 0,05). O uso de desinfestação com hipoclorito não resultou em diferenças significativas entre os tratamentos, indicando que os patógenos identificados eram internos a semente. Nas sementes que receberam tratamento químico houve redução significativa na incidência de Penicillium sp. (7,40%) e Aspergillus sp. (5,10%), não diferindo para a incidência de Rhizopus sp. (média de 11,65%) e Colletotrichum lindemuthianum (média de 0,06%). Por se tratar de sementes não certificadas, conclui-se que as mesmas se encontram em boas condições sanitárias e com os níveis de incidência dentro dos permitidos para utiliza-las como material multiplicador e o tratamento de sementes proporciona redução na ocorrência de Penicillium sp. e Aspergillus sp. em sementes de feijão.


Palavras-chave


patologia de sementes, tratamento de sementes, desinfestação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.