Flumioxazina e pendimetalina como ferramentas seletivas de manejo em milho consorciado com Urochloa ruziziensis: rumo à diversificação de mecanismos de ação no Sistema Santa Fé

Lucas Andrade Porto Campos, Luisa Carolina Baccin, Rafael Munhoz Pedroso

Resumo


No Sistema Santa Fé, cultiva-se comumente o milho consorciado com forrageiras, gerando palhada para o plantio direto e alimento para o gado na entressafra. Uma das dificuldades encontradas é o manejo de plantas daninhas, dada a necessidade de seletividade às espécies de interesse. Conduziu-se experimento à campo em Piracicaba/SP em solo de textura média, utilizando-se o híbrido de milho 30F53VYH e Urochloa ruziziensis, com delineamento em blocos ao acaso e 4 repetições, em esquema fatorial - fator A (principal), manejo da vegetação (13 tratamentos); e fator B, combinações das espécies (somente milho; braquiária e milho semeados simultaneamente; e braquiária semeada a lanço em V6). Avaliou-se fitotoxicidade entre 7 e 35 dias após a aplicação (DAA), além de estande e biomassa do milho (53 DAA). Na ausência de controle, a presença de braquiária ocasionou perdas de 26,3% na biomassa de milho, frente a perdas de 3% por plantas daninhas. Nenhum tratamento afetou o estande da cultura (P=0,71), e a biomassa acumulada entre os tratamentos não diferiu na ausência de braquiária (P=0,89). Quando a forrageira foi semeada simultaneamente à cultura, flumioxazina (40 g i.a. ha-1), atrazina (2.500 g i.a. ha-1) e pendimetalina (1.600 g i.a. ha-1) em PRÉ, além de atrazina+s-metolacloro (1.480+1.160 g i.a. ha-1) em V4 apresentaram baixos níveis de fitotoxicidade às espécies; já aplicações de mesotrione+atrazina (90+900 g i.a. ha-1) e nicossulfuron+atrazina (16+900 g i.a. ha-1) em V6 ocasionaram elevada fitotoxicidade à braquiária, a qual decaiu gradativamente. Aplicações de s-metolacloro, isoxaflutole, saflufenacil ou mesotrione (1.680, 60, 98, e 240 g i.a. ha-1, respectivamente) em PRÉ propiciaram elevados níveis de biomassa devido à eliminação da forrageira e ausência de competição com a cultura. Destacam-se o uso em PRÉ de flumioxazina e pendimetalina, por apresentarem seletividade às espécies e a possibilidade da inserção de diferentes mecanismos de ação neste sistema.

Palavras-chave


milho, braquiária, Sistema Santa Fé, flumioxazina, pendimetalina.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.