Aplicação de sulfentrazone em pré-plantio de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar

André Luis Ribeiro de Paiva, Gustavo Soares da Silva, Leonardo Lombardi Perez, Giovani Apolari Ghirardello, Roberto Estêvão Bragion de Toledo, Ricardo Victoria Filho

Resumo


As plantas daninhas são um dos interferentes no cultivo da cana-de-açúcar, devendo ser controladas de modo a não interferir no desenvolvimento da cultura. Com o uso de mudas pré-brotadas (MPB) há a necessidade de realizar o controle em pré-plantio, visto que as mudas são plantadas no campo com sistema radicular e parte aérea formados. Assim, o objetivo foi estudar a seletividade do sulfentrazone em diferentes doses aplicado em pré-plantio de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar CTC11. O experimento foi realizado em Motuca-SP, em Latossolo Vermelho Amarelo e utilizada a cultivar de cana-de-açúcar CTC11 no sistema de MPB. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos constituíram-se de cinco doses de sulfentrazone (Boral 500 SC) (200, 400, 800, 1.600, 3.200 g ia ha-1) e uma testemunha sem aplicação de herbicida. O plantio foi feito mecanicamente e a aplicação dos tratamentos foi realizada um dia antes do plantio das MPBs. Aos 15, 30, 60 e 90 dias após o plantio foram avaliados fitotoxicidade, altura das plantas, número de perfilhos, índice SPAD e aos 330 dias após o plantio foi feita a estimativa da produtividade através da biometria. Aos 15 e 30 dias após o plantio as doses aplicadas de sulfentrazone apresentaram sintomas de intoxicação nas mudas, a relação de redução de produtividade foi observada de acordo com o aumento da fitotoxicidade. Para altura e número de perfilhos houve diminuição nas doses de 800 e 3.200 g ia ha-1, aos 60 e 90 dias após o plantio. Já para o índice SPAD houve redução apenas na dose de 3.200 g ia ha-1 com 60 dias após o plantio, com recuperação aos 90 dias após o plantio.De acordo com os resultados, conclui-se que o sulfentrazone foi seletivo para as MPBs de cana-de-açúcar CTC11 até a dose de 800 g ia ha-1, podendo ser utilizado em pré-plantio de cana-de açúcar no sistema MPB sem ocorrer redução de produtividade.

Palavras-chave


seletividade, protoporfirinogênio oxidase, Saccharum officinarum, produtividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.