Seletividade de clomazone em pré-plantio de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar

Esdras Avelino Mateus, Gustavo Soares da Silva, Leonardo Lombardi Perez, Giovani Apolari Ghirardelo, Ricardo Victoria Filho

Resumo


A aplicação de herbicidas em pré-plantio das mudas pré-brotadas (MPB) de cana-de-açúcar é importante para que a cultura se desenvolva livre da interferência das plantas daninhas. Contudo, as MPBs de cana-de-açúcar ao serem plantadas já possuem sistema radicular desenvolvido, podendo absorver o herbicida presente no solo e ocorrer fitotoxicidade. O objetivo foi avaliar a seletividade do clomazone em diferentes doses aplicado em pré-plantio de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar ‘CTC11’. O experimento ocorreu no município de Motuca-SP, em Latossolo Vermelho Amarelo e a cultivar utilizada foi a ‘CTC11’ no sistema MPB. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 4 repetições. Os tratamentos constituíram-se de cinco doses de clomazone (Gamit 360 CS) (270, 540, 1.080, 2.160 e 4.320 g ia ha-1) e uma testemunha sem aplicação de herbicidas. A aplicação dos tratamentos foi realizada um dia antes do plantio das MPBs. As parcelas eram constituídas de 6 linhas de cana com 10 metros de comprimento cada, espaçadas de 1,5 m entre si, a distância entre cada MPB na linha era de 0,6 m. Aos 15, 30, 60 e 90 dias após o plantio foram avaliados fitotoxicidade, altura das plantas, número de perfilhos, índice SPAD  (folhas +1, +2 e +3) e aos 330 dias após o plantio foi feita a estimativa da produtividade através da biometria. Aos 15 dias após o plantio todas as doses causaram fitotoxicidade nas plantas. Porém, aos 90 dias após o plantio as doses de 2.160 e 4.320 g ia ha-1 apresentaram sintomas característicos do mecanismo de ação (folhas albinas). A altura das plantas e o número de perfilhos só foram afetados na dose de 4.320 g i.a. ha-1. Aos 60 dias após o plantio houve aumento do índice SPAD, mostrando uma recuperação do teor de clorofila das plantas. Quanto à produtividade, observou-se que as doses de clomazone até 2.160 g ha-1 ia não afetaram a produtividade. Conclui-se que a aplicação de clomazone até a dose de 2.160 g i.a. ha-1 não afetaram a altura, o número de perfilhos e o índice SPAD, não havendo perdas em produtividade.


Palavras-chave


Saccharum officinarum, fitotoxicidade, planta daninha, inibidor de carotenoides, controle químico, produtividade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.