Adubação nitrogenada com e sem enxofre elementar na severidade de doenças foliares em milho

Aline Pertuzati, Marcelo Cruz Mendes, João vitor Finoketi, Bruno Schoroeder, Eduardo Guibes

Resumo


O equilíbrio nutricional pode contribuir para a resistência das plantas às doenças. Com o objetivo de avaliar o efeito da interação entre a adubação nitrogenada com e sem enxofre elementar na severidade das lesões foliares de Helminthosporium turcicum, Pantoea ananatis e Puccinia polysora, e na nutrição mineral da cultura do milho, foi instalado um experimento na primeira quinzena de outubro de 2018, no município de Guarapuava-Pr, utilizando dois híbridos de ciclos diferentes (DKB230 e P4311), duas densidades de plantio (65.000 plantas.ha-1 e 85.000 plantas.ha-1), quatro doses de N (0,100,200 e 300 Kg ha-1) e quatro doses de N+S°(0; 100; 200 e 300 Kg ha-1). O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 2x2x8 com 32 tratamentos e três repetições. As parcelas foram constituídas por 4 linhas de 5,0 metros de comprimento, contendo uma área útil de 2 linhas centrais. A adubação nitrogenada foi realizada em uma aplicação única, quando as plantas se encontravam no estádio de três folhas completamente expandidas (V3). Avaliou-se a severidade das lesões foliares no período de florescimento da cultura (R1), conforme descrito pela escala diagramática proposta por Chester, em 1950, com algumas modificações feitas pela Agroceres (1996). Os resultados foram submetidos a análise de variância e comparados pelo teste Scoot Knott a 5% de probabilidade. O híbrido DKB230 apresentou maior severidade de Pantoea ananatis e Puccinia polysora quando comparado ao P4311. Um maior adensamento populacional acarretou em maiores severidades das doenças avaliadas para o híbrido DKB230, por outro lado os tratamentos contendo S° apresentaram significativa redução de Pantoea ananatis para o mesmo híbrido. Os tratamentos contendo nitrogênio, independente da dose, reduziram a severidade das doenças avaliadas em ambos os híbridos.


Palavras-chave


nutrição, Zea mays, fitopatologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.