Levantamento da atropodofauna em sistemas agroflorestais de monocultura de manga (Mangifera indica L.)

Ana Karoline Sodré de Medeiros, Rayane Soeiro da Silva, Dayanne Valessa Barros Froz, Ester Azevedo da Silva

Resumo


O estudo de levantamento de artrópodes é importante para monitorar organismos pragas e não pragas, presentes em um determinado agroecossistema para que as medidas cabíveis sejam tomadas para um controle eficiente. O levantamento de pragas pode ser feito de forma direta inspecionando as plantas ou através da utilização de armadilhas. Objetivou-se estudar e pesquisar por meio de armadilhas os artrópodes mais encontrados em duas áreas: sistemas agroflorestais e monocultivo de quatro cultivares de manga. O presente estudo foi realizado na Fazenda Escola (UEMA), São Luís, onde se encontra uma área de monocultura de mangueira e duas áreas de Saf’s. Usaram-se armadilhas feitas com garrafas PET coloridas de amarelo e verde, que são cores atrativas para os insetos, prática essa, configurada como uma alternativa eficiente para o monitoramento de pragas e organismos benéficos. Os espécimes foram coletados por armadilhas terrestres (pittfal) e aéreas (caça mosca). Foram realizadas 3 coletas com 24h, 48h e 72h, durante o mês de junho de 2018, perfazendo um total de 36 amostras, 18 aéreas e 18 do tipo pittfal. As armadilhas aéreas foram colocadas nos galhos das plantas, a uma altura de um metro e sessenta e, colocadas as do tipo pittfal próximas. Após a coleta das armadilhas o material foi conduzido ao Laboratório de Entomologia/NBA/CCA/UEMA para realização da triagem do material coletado, separando-se inicialmente por ordem, fazendo-se a quantificação dos artrópodes. Utilizou-se como substâncias atrativas suco de uva e de frutas cítricas para caça mosca, e para pittfal, água com detergente neutro. Extraiu-se 1532 espécimes, distribuídos em 13 grupos e pertencentes a cinco ordens, nas duas áreas, sistema Saf’s e monocultivo de mangueira. As ordens e demais categorias taxonômicas encontradas foram: Insecta (Coleoptera, Diptera, Hemiptera, Orthoptera, Dermaptera, Blattodea, Hymenoptera, Lepidoptera), Aracnida (Aranae, Acari), Collembola, e Chilopoda. O trabalho mostrou que, nesse período de observação a área do Saf’s apresentou um número maior de artrópodes do que na área da monocultura da mangueira, o que é explicado pela diversidade de plantas encontradas no sistema Saf´s em como por algumas plantas estarem em período de frutificação favorecendo uma maior diversidade de organismos.


Palavras-chave


monitoramento, agroecossistema, pragas, armadilhas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.