Interferência em trocas gasosas e biometria de feijão-caupi submetido à mistura de imidacloprido e nutriente mineral misto via foliar

Francisco Ronaldo Cardoso da Silva, Treyce Stephane Cristo Tavares, Érica Coutinho David, Phelipe Henrique Costa de Miranda, Joel de Castro Ribeiro, Rafael Gomes Viana

Resumo


O ataque de insetos praga na cultura do feijão-caupi (Vigna unguiculata) pode reduzir o estande de plantas e transmitir patógenos com potencial de redução de produtividade e até a morte da planta, como Diabrotica speciosa, Myzus persicae, Bemisia tabaci, Spodoptera frugiperda, Anticarsia gemmatalis, entre outros. Um dos controles indicados a essas pragas é a aplicação de inseticidas a base de cipermetrina, comumente utilizados em misturas em tanque com fertilizantes foliares. Objetivou-se avaliar a interferência nas trocas gasosas e biometria de feijão-caupi submetido à mistura de imidacloprido e nutriente mineral misto via foliar. O experimento foi realizado em casa-de-vegetação em um delineamento inteiramente casualizado, com três tratamentos e cinco repetições. O experimento foi realizado em casa-de-vegetação, em delineamento experiental inteiramente casualizado, com três tratamentos e cinco repetições. Utilizou-se vasos de 5 L, mantendo-se uma planta por vaso após o estádio V2. Em V4 foram aplicados:  imidacloprido  (100 g de ingrediente ativo ha-1), fertilizante mineral misto Avant C3 (1 L ha-1), imidacloprido + Avant C3 (100 g de ingrediente ativo ha-1 + 1 L ha-1), mantendo-se testemunha sem aplicação. Em V11, as plantas foram submetidas a análise de trocas gasosas (assimilação de CO2A; transpiração - Trmmol; e condutância estomática - gs) com analisador de gás no infravermelho (LICOR LI-6400XT) em níveis constantes de luz (1000 μmol m-2 s-1) e CO2 (400 μmol). Também foi mensurada área foliar com integralizador de área foliar (LAI-3000), massa seca de parte aérea e massa seca de raiz, bem como o percentual de intoxicação das plantas (avaliação visual). Houve diferença para todos os parâmetros de trocas gasosas entre os tratamentos com o nutriente mineral misto Avant C3 em comparação ao tratamento com imidacloprido e a testemunha. Não houve diferença entre os tratamentos para os parâmetros biométricos e não foi observado sintomas de toxidez nas plantas. Conclui-se que as misturas de imidaclopridol + fertilizante Avant C3 são compatíveis a aplicação em feijão-caupi e há interferência positiva dos tratamentos com fertilizante nas trocas gasosas.


Palavras-chave


Vigna unguiculata, mistura em tanque, pragas, fertilizante, fitointoxicação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.