Sensibilidade de Botrytis cinerea a fungicidas em cultivos de morango no Paraná

Juliana Nicolau Maia, Giovana Beger, Wagner Vicente Pereira, Henrique da Silva Silveira Duarte, Louise Larissa May De Mio

Resumo


O Estado do Paraná se destaca na produção de morango (Fragaria x ananassa), porém, um dos problemas que limita o seu cultivo é o aparecimento de doenças em todos os estágios de desenvolvimento. Dentre elas, destaca-se o mofo cinzento causado pelo patógeno Botrytis cinerea. Para o controle da doença o método mais utilizado ainda é o químico. Porém o uso intensivo de fungicidas pode selecionar isolados resistentes, assim causar perda da eficácia dos produtos no campo. No Paraná não há estudos sobre sensibilidade de B. cinerea a fungicidas.  Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi estudar a sensibilidade de B. cinerea aos fungicidas: procimidona (P), iprodiona (I), boscalida (B), tiofanato metílico (T), fluazinam (F), azoxistrobina (A) e difenoconazol (D). A sensibilidade aos fungicidas foi determinada com ensaios in vitro por meio de doses discriminatórias e CE50 (concentração efetiva para inibir 50% do crescimento do fungo). Os fenótipos foram determinados a partir de combinações (S-sensível e R-resistente) entre os fungicidas testados para um total da 150 isolados. Foram selecionados quatro fungicidas e 30 isolados, com base no fenótipo, para determinação da CE50, que foi estimada a partir de regressão linear entre a porcentagem de inibição do crescimento micelial ou germinação de conídios e do respectivo log10 das concentrações do fungicida. Foram identificados 41 fenótipos de sensibilidade a fungicidas. Dentre os isolados, seis apresentaram resistência aos sete fungicidas testados. A percentagem de isolados resistentes foi de 45,3; 43,3; 44,0; 90,0; 32,7 e 33,3% para os fungicidas boscalida, iprodiona, procimidona, azoxistrobina, fluzinam e difenoconazol, respectivamente. Mais de 90% dos isolados foram altamente resistentes ao tiofanato metílico. A CE50 para os fungicidas procimidona, fluazinam e boscalida variou de valores inferiores a 0,1 até superiores a 100 µg mL-1. Já para azoxistrobina a maioria dos isolados apresentou CE50 superior a 100 µg mL-1.

Palavras-chave


mofo-cinzento, controle químico, resistência.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.