Eficiência de Bacillus thuringiensis sobre lagartas de segundo ínstar de Helicoverpa armigera (Hübner) (Lepidoptera: Noctuidae)

Giovanna Pereira Túlio, Humberto Vinicius Vescove, Rogério Teixeira Duarte

Resumo


Helicoverpa armigera Hübner (Lepidoptera: Noctuidae) é uma das pragas mais impactantes e significantes na agricultura, com controle baseado no uso intensivo de inseticidas, o que pode propiciar a evolução da resistência. Neste sentido, o controle biológico com micro-organismos entomopatogênicos pode representar importante ferramenta no manejo populacional desta praga. O objetivo da pesquisa foi avaliar em condições laboratoriais a eficiência do bioinseticida BT Control® (Bacillus thuringiensis cepa HD1) na mortalidade de lagartas de segundo ínstar de H. armigera. Para o bioensaio foram utilizadas lagartas de segundo ínstar, conduzido em recipientes plásticos contendo dieta artificial própria para criação da referida praga. O experimento foi constituído por quatro tratamentos: controle negativo (T1), composto pela aplicação de água destilada; controle positivo (T2), composto pela aplicação de Dipel SC® (0,5 L por 2.000 L); tratamentos à base de BT Control®, nas dosagens de 0,5 L por 2.000 L (T3) e 0,75 L por 2.000 L (T4). Em cada recipiente foi aplicado superficialmente à dieta 100 µL da suspensão inseticida. Após a evaporação do excesso de umidade foram inseridas cinco lagartas de segundo ínstar, em um total de seis repetições por tratamento. As avaliações de mortalidade foram conduzidas aos 3, 5, 7, 9 e 14 dias após aplicação dos tratamentos (DAA). O efeito subletal dos tratamentos sobre as lagartas sobreviventes de H. armigera foi analisado por intermédio da avaliação do peso médio das lagartas aos 14 DAA. O produto comercial BtControl®, nas concentrações de 0,5 e 0,75 L ha-1, causou elevada mortalidade de lagartas de segundo instar de H. armigera, sob condições laboratoriais, apresentando resultados significativamente idênticos quando comparado com o produto comercial Dipel SC®, indiferente do período analisado. O efeito subletal em imaturos de H. armigera, relacionado ao baixo peso das lagartas sobreviventes, está intimamente voltado à aplicação dos bioinseticidas.

Palavras-chave


bactéria entomopatogênica, controle biológico, lepidópteros, manejo populacional, fitossanidade.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.