Seletividade de azadiractina ao parasitoide Trichogramma galloi (Hymenoptera: Trichogrammatidae)

Daniel Macedo Alano, Michele Trombin de Souza, Mireli Trombin de Souza, Tamara Akemi Takahashi, Marcelo Nissen Ribas, Maria Aparecida Cassilha Zawadneak

Resumo


A azadiractina é uma substância tetranortriterpenoide extraída das sementes de nim com conhecida ação inseticida. Com relação aos inimigos naturais, são escassos os estudos avaliando a segurança dessa molécula, sobretudo pela inserção de novos produtos no mercado. Assim, objetivamos avaliar a seletividade de azadiractinas comerciais ao parasitoide de ovos Trichogramma galloi Zucchi (Hymenoptera: Trichogrammatidae). Para isso, cartelas de cartolina azul celeste (0,5 × 3,0 cm), com 20 ovos de Anagasta kuehniella Zeller (Lepidoptera: Pyralidae) foram individualizadas em tubos de vidros (7,0 × 2,0 cm) e expostas ao parasitismo de uma fêmea acasalada de T. galloi por 24 h. Ao final desse período, a fêmea foi retirada e as cartelas imersas por cinco segundos nas concentrações de 25; 50; 100; 150; 200; 250; e 300 mL.L-1 de Azact®, Azamax® e Openeem Plus®. Como controle negativo foi utilizado água destilada. O ensaio foi mantido sob condições controladas a 25 ± 2ºC, UR 70 ± 10% e fotofase de 14 h. O delineamento foi o inteiramente casualizado, contendo 10 repetições, com 200 ovos para cada concentração. Constatou-se que Azact® e Openeem Plus® foram classificados como inócuos (< 30%), mantendo a emergência dos adultos similar até 200 mL.L-1, não diferindo estatisticamente do controle. Nessa mesma condição, Azamax® foi considerado levemente nocivo (30-79%) para emergência. Também foi observado que Azact®, Azamax® e Openeem Plus® não tiveram efeitos significativos na razão sexual (0,51 ± 0,04) e tempo médio de desenvolvimento dos insetos (11,5 ± 0,76 dias). Isso indica que, a azadiractina considerada por vez inofensiva para os insetos benéficos, pode variar a sua toxicidade ao parasitoide de acordo com o produto e a concentração utilizada. Entretanto, como a pesquisa foi realizada em laboratório, onde o inseto foi submetido à maior pressão possível dos tratamentos, em campo as azadiractinas comerciais podem ter sua nocividade reduzida pelos fatores abióticos, sendo necessários teste adicionais.

Palavras-chave


Azact®, Azamax®, Openeem Plus®, tetranortriterpenoide, organismo não alvo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.