Uso de adjuvantes na aplicação de imazapic para o controle em pós-emergência de Panicum maximum e Urochloa plantaginea

Hector Roque Carregari, Fabricio Simone Zera, Mateus Landin Romancini, Carlos Alberto Mathias Azania, Silvano Bianco

Resumo


Adjuvante é qualquer substância ou composto ausente de propriedades fitossanitárias, exceto água, que quando acrescido à calda de defensivo agrícola, visa facilitar a aplicação, aumentar a eficiência ou diminuir riscos de deriva. Dentre os adjuvantes, podemos destacar os surfatantes e as adesivantes. Dessa forma, objetivou-se avaliar a eficiência do herbicida Imazapic, com adição de ajuvantes à calda, para o controle de Panicum maximum e Urochloa plantaginea. O Imazapic é um herbicida inibidor da enzima acetolactato sintase (ALS) que paralisa a produção dos aminoácidos e resulta em interrupção na divisão celular e paralisação do crescimento da planta. É indicado no controle de P. maximum e U. plantaginea, duas plantas daninhas comuns no cultivo de cana-de-açúcar e amendoim. O experimento foi realizado no Campo Experimental da Instituição Taquaritinguense de Ensino Superior (ITES), em Taquaritinga, SP. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, fatorial (2x2x3), com quatro repetições, sendo o primeiro fator representado pelas duas espécies de plantas daninhas (P. maximum e U. plantaginea), o segundo fator constituído pelas duas doses do herbicida imazapic (175 e 350 g p.c. ha-1) e o terceiro fator, os dois diferentes adjuvantes à 0,5% v/v (resina e espalhante) e o controle (testemunha), totalizando 48 parcelas. A semeadura das plantas daninhas foi em vasos plásticos de cinco litros cada, preenchidos com solo, onde cada vaso constitui uma parcela experimental. Os herbicidas foram aplicados na condição de pós-emergência das plantas daninhas, aos 28 dias após a plantio (DAP), quando se encontravam com dois perfilhos. Os parâmetros analisados foram notas de controle aos 7, 14 e 21 dias após a aplicação (DAA) e massa fresca das plantas daninhas aos 21 DAA. As variáveis avaliadas foram submetidas à análise de variância pelo teste F e as médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5%. A espécie U. plantaginea foi mais susceptível ao imazapic e os adjuvantes aumentaram a eficiência de controle, mesmo em subdosagem, a partir dos 14 DAA.

Palavras-chave


competição, resina, surfatantes, capim-colonião, capim-marmelada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.