Compatibilidade físico-química de calda com adjuvantes e herbicidas em diferentes temperaturas, alterando a ordem de adição de produtos no tanque

Nelson Henrique de Lima Roque, Dieimisson Paulo Almeida, Ricardo Augusto Decaro, Marcelo da Costa Ferreira

Resumo


Dada à demanda por redução de custos, muitos produtores de cana-de-açúcar (Saccharum officinarum L.) têm adotado a mistura de produtos no tanque do pulverizador. Contudo, ainda há pouco conhecimento das interações físico-químicas na calda, bem como a qualidade final da aplicação. Casos de incompatibilidade podem ocorrer devido às formulações de adjuvantes e herbicidas. Objetivou-se avaliar a compatibilidade física e química de adjuvantes e herbicidas, alterando a ordem de adição dos produtos no preparo das caldas. Foram realizadas nove combinações de caldas em provetas (250 mL de calda), utilizando de dois herbicidas com ingrediente ativo ametryne (triazina, suspensão concentrada, 7 L ha-1) e, clomazone (isoxazolidinona, concentrado emulsionável, 3,5 L ha-1) com e três adjuvantes TA-35 (40 mL 100 L há ha-1), Li 700 (125 mL 100 L ha-1 e 500 mL 100 L ha-1) e In-Tec (50 mL 100 L ha-1), em três repetições. A metodologia seguiu parâmetros apresentados na NBR 13875. No momento de adição dos produtos na calda foram invertidas a ordem de colocação dos produtos, sendo um experimento com herbicida + adjuvante, e outro com adjuvante + herbicida. As caldas foram avaliadas pelo método estático de avaliação de compatibilidade físico-química, sendo os parâmetros avaliados imediatamente, duas, seis e vinte e quatro horas após o preparo das caldas. A homogeneidade das caldas também foi avaliada pelo método dinâmico, mantendo-as em repouso por dez minutos e após, com duas horas de agitação nas temperaturas de 12, 16, 20 e 24ºC. Houve incompatibilidade com formação de sedimento, de creme, de grumos e separação de óleo. Pelo método estático as formulações do clomazone, do TA-35, In-tec, LI-700 adicionados na calda são compatíveis sob agitação e da ametryne é incompatível. Pelo método dinâmico, a dispersão da formulação da ametryne na calda é satisfatória, tanto individualmente ou em associação com outros produtos, porém deve ser mantida sob agitação constante.


Palavras-chave


tecnologia de aplicação, cana-de-açúcar, estabilidade, misturas em tanque, características físico-químicas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.