Efeito da atividade inseticida de Azadirachta indica e do fungo entomopatogênico Beauveria bassiana no controle de Tenebrio molitor

Evellyn Garcia Brito, Lizandra Maria Maciel Siqueira, Alex Felix Dias, Rafhael Gomes de Souza, Ana Paula Magno do Amaral, Telma Fátima Vieira Batista

Resumo


O controle biológico e uso de plantas com propriedade inseticidas é uma alternativa para a agricultura no combate a pragas, pelo fato de não serem prejudiciais aos alimentos e nem ao ambiente. Neste sentido, objetivou-se com este trabalho avaliar a eficiência do hidrolato de Azadirachta indica e da solução de Beauveria bassiana sobre larvas de Tenebrio molitor em laboratório. Os bioensaios foram compostos por três tratamentos e quatro repetições com dez larvas de T. molitor cada. Os tratamentos seguem da seguinte forma: T1 = água destilada; T2 = hidrolato de A. indica e T3 = solução concentrada de B. bassiana. Aplicou-se os tratamentos por contato em filtros borrifados com os tratamentos, usando-os para revestir as placas de Petri onde os insetos ficaram confinados. Verificou-se os ensaios diariamente durante dez dias. As larvas foram alimentadas a base de chuchu (Sechium edule) trocados a cada dois dias expostas a uma temperatura de 27 ºC. Na avaliação dos dados, pode-se notar que o tratamento com água destilada obteve 25% de mortalidade, o tratamento com hidrolato de A. indica resultou apenas 10% de mortos e a solução concentrada de B. bassiana apresentou 95% de mortes. Os ensaios com a água destilada obtiveram maior mortalidade que o tratamento com o hidrolato, poréma solução de B.  bassiana comparado aos demais tratamentos foi mais eficiente quanto a mortalidade das larvas de T. molitor, sendo que 77,5% apresentou mortalidade com esporulação do fungo. Sendo assim, B. bassiana foi mais eficiente na mortalidade das larvas do que A. indica, podendo ser explicado pelo uso apenas do hidrolato de nim e não do óleo de nim, já que podem possuir distintas substâncias inseticidas e também por poucos estudos referentes a propriedade químicas da A. indica.

Palavras-chave


fitossanidade, sustentabilidade, nim.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.